»
Myrella, 19y.
sorria e acene.
Brahma
Abra uma cerveja quando o lirismo mostrar sinais de fadiga.
(Diego Moraes)
Poema que é bom
acaba zero a zero.
Acaba com.
Não como eu quero.
Começa sem.
Com, digamos, certo verso,
veneno de letra,
bolero. Ou menos.
Tira daqui, bota dali,
um lugar, não caminho.
Prossegue de si.
Seguro morreu de velho,
e sozinho.
Leminski, sem budismo (via ohomemdastulipas)
Eu tive um sonho ruim e acordei chorando.
Paralamas do Sucesso (via ohomemdastulipas)
A poesia não quer adeptos, quer amantes.
Federico Garcia Lorca (via oxigenio-dapalavra)
Não se espante. Você deveria saber que tudo que é bom um dia acaba.
 Harry Potter. (via apagos)